LONGEVIDADE E SAÚDE NATURAL

Um deles pode ser tóxico: Qual a diferença entre o açafrão-verdadeiro, o açafrão-da-terra, e a cúrcuma longa?

Alicia Fernandes

Alicia Fernandes

Nutricionista, Vegana, Amante da Natureza e Alimentação Saudável

Você saberia me dizer a diferença entre o açafrão-verdadeiro e o açafrão-da-terra? Embora muita gente acredite que ambos estão diretamente relacionados, isso não é verdade, e se diferenciam bastante. 

Aliás, o açafrão-da-terra, que também pode ser chamado de cúrcuma longa, é parente do gengibre e não tem nada a ver com o açafrão ou o açafrão-verdadeiro.

Ambos são apreciados em nossa culinária como especiarias e sobretudo como tempero para saladas e são extremamente benéficos, cada qual com suas diferentes características.

Ao fim deste artigo você encontrará uma tabela comparativa entre esses 2 ingredientes, que te ajudará a decidir qual o melhor para você. Um deles, tomado em doses acima de 5g, pode inclusive ser tóxico. Por isso, fique atento e descubra neste artigo como diferenciá-los.

Açafrão-verdadeiro ou apenas açafrão

O açafrão-verdadeiro surgiu no Mediterrâneo sendo utilizado em um prato denominado de paella a mais de três mil e quinhentos anos. É uma das especiarias mais caras sobretudo pelo seu baixo rendimento visto que são necessárias muitas flores para se produzir um pouco de açafrão.

Para que você tenha uma ideia, é preciso setenta e cinco mil flores Crocus sativus para produzir um quilo de açafrão verdadeiro.

Em contrapartida, é um composto extremamente rico em propriedades interessantíssimas para a nossa saúde, entre elas:

  • Reduz o apetite (podendo ser um excelente aliado para quem sofre com compulsão alimentar)
  • Ansiolítico (reduz os níveis de ansiedade)
  • Atua melhorando as funções cerebrais

Essas propriedades vêm sendo estudas por cientistas do mundo inteiro. Porém, ainda existem pouquíssimos estudos finalizados e publicados pelas comunidades médicas. Além disso, foram feitos pouquíssimos testes clínicos em animais ou humanos envolvendo este ingrediente.

Por essa razão, o consumo do açafrão não é recomendado para tratamentos médicos. E tem mais… O que muita gente não sabe é que esse ingrediente, se consumido em altas dosagens, pode ser considerado tóxico.

Cúrcuma longa, cúrcuma, açafrão-da-terra ou gengibre amarelo

O açafrão-da-terra também é conhecido como cúrcuma, cúrcuma longa, açafrão da Índia, gengibre amarelo, turmérico, raiz do sol e gengibre amarelo.

O açafrão-da-terra é uma planta que advém de uma planta asiática, assim como o gengibre, e possui uma série de propriedades surpreendentes. Tais benefícios são desencadeados sobretudo pelo seu princípio ativo, a curcumina.

Dentre os principais benefícios atrelados a cúrcuma temos:

  • Anti-inflamatório
  • Antioxidante
  • Antidepressivo
  • Regulação dos níveis de açúcar no sangue
  • Regulação do colesterol

Ao contrário do açafrão, o açafrão-da-terra já foi protagonista de milhares de estudos e testes científicos. Até o momento em que este texto está sendo redigido, já foram publicados mais de 5 mil artigos sobre os efeitos positivos da cúrcuma (açafrão-da-terra) no organismo humano.

Qual é o mais indicado para o tratamento de processos inflamatórios?

Infelizmente é cada vez maior o número de pessoas que sofrem com doenças inflamatórias e a busca por ingredientes naturais que ajudem a contornar o quadro é igualmente crescente. Se você busca um ingrediente natural para aliviar e tratar os processos inflamatórios a melhor indicação é investir na cúrcuma.

Ao contrário do açafrão-verdadeiro, a cúrcuma possui propriedades voltadas especialmente para conter processos inflamatórios. Não a toa a especiaria é conhecida e reconhecida por sua ação anti-inflamatória.

Na medicina tradicional indiana (Ayurveda) a cúrcuma está presente no tratamento de artrite, artrose, fibrose cística, regeneração muscular, e até mesmo câncer e mal de Alzheimer.

Apesar de ser um ingrediente natural, apenas adicionar a cúrcuma em sua alimentação não será suficiente. Isso porque os níveis de curcumina absorvidos pelo corpo serão relativamente baixos.

Para que você efetivamente faça o consumo de níveis interessantes desse composto acaba sendo necessário uma ingestão elevada de cúrcuma. E mesmo assim não teríamos o resultado esperado já que nosso organismo não conseguiria metabolizar tudo.

A melhor alternativa acaba sendo a suplementação que além de fornecer a curcumina de maneira concentrada e garantir praticidade, assegura que o seu corpo conseguirá metabolizar o composto ingerido.

Nesse sentido, a melhor opção é optar por suplementos mistos nos quais a cúrcuma e apresentada com outros ingredientes, isso potencializa ainda mais a capacidade de absorção do nosso organismo.

Para você ter uma ideia, uma dose diária de suplemento como esse (500mg/dia) tem um efeito equivalente ao de 10 colheres de sopa de açafrão-da-terra puro.

Mas o grande porém é que o nosso corpo não conseguiria absorver nem mesmo 1 colher. Se você tomasse essas 10 colheres em forma de chá ou suco, seu corpo absorveria apenas 1, e as outras 9 colheres seriam expelidas diretamente pelo seu sistema digestivo.

Isso sem contar que você precisa de um paladar muito apurado para aguentar tomar isso tudo por dia.

Gostou de saber mais sobre a diferença entre o açafrão verdadeiro, açafrão da terra e cúrcuma longa? Na tabela abaixo você encontra um comparativo bem completo sobre esses 2 ingredientes.

Você pode também baixar aqui esta tabela e deixar ela colada na sua geladeira, ou mandar para quem você quiser!

  Cúrcuma Açafrão
Também conhecido como Açafrão da terra
Curcuma longa
Turmérico
Raiz-de-sol
Açafrão-da-Índia
Gengibre amarelo
Açafrão-verdadeiro
Origem Extraída do rizoma (caule subterrâneo) da Curcuma longa  Especiaria extraída das flores de Crocus sativus
Pratos tradicionais Curry e outros pratos indianos Paellas e risotos
Cor Amarelo alaranjado Laranja escuro, quase vermelho
Absorção pelo organismo Baixa. Se consumida pura, não é tão bem aproveitada. Precisa ser combinada com outros ingredientes para que o corpo usufrua de seus benefícios. Sem estudos, mas doses acima de 5g podem ser tóxicas.
Como consumir Em pó (em sucos, chás, temperos), na comida (salpicar depois de pronto, pois se for ao fogo, perde parte de suas propriedades), Suplementação alimentar. Como tempero em pratos como paella, risotos, massas, aves, etc.
Forma mais indicada de consumo Suplementação alimentar, de preferência com fórmula que combine Piperina (tipo de pimenta) e outros ativos de suporte para melhor absorção. Indiferente
Estudos científicos Mais de 5 mil estudos publicados, testes e estudos feitos diariamente em todo o mundo Mais de 500 artigos publicados, dezenas de estudos em andamento em todo o mundo
Usado no tratamento de: Artrite, Artrose, Fibromialgia, Coxartrose, Osteoartrose, Osteoporose, Nervo ciático, Hérnia de disco, Enxaquecas, Mal de Alzheimer, Depressão Depressão
Propriedades Anti-Inflamatórias Sim Não
Propriedades Anti-Oxidantes Sim Sim
Redução de fatores de risco associados a doenças cardiovasculares Sim Talvez – estudos ainda em andamento
Redução do nível de glicose no sangue em pacientes com diabetes Sim Talvez – estudos ainda em andamento
Prevenção do câncer Sim Não
Atua nas funções cerebrais Sim Sim
Cuidados Grávidas, mulheres que estão amamentando, pessoas com pedras nos rins. Doses acima de 5g podem ser tóxicas. Não recomendado para mulheres grávidas
Este guia foi desenvolvido pela equipe de especialistas em Nutrição e Alimentação Saudável da Impossible Nutrition, e não tem a intenção de substituir o conselho do seu médico. Recomendamos a consulta a um médico sempre que decidir inserir algum tipo de ativo como forma de tratamento em sua rotina.

Clique aqui para baixar este guia comparativo.

Artigos Populares

Logo-Impossible-Nutrition-White-orange-400

© Copyright 2000-2021 DRS CHMATALIK E-COMMERCE SUPLEMENTOS LTDA | CNPJ: 37.364.352/0001-36 | Av Paulista 171 | CEP: 01.311-904